SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Exercício físico comunitário como aliado na melhora de fatores de risco cardiovascular e capacidade funcional de mulheres idosas: efeito da intensidade e da modalidade do exercício

Amaral, VT, Fernandes, B, Marçal, IR, Ngomane, AY, Ciolac, EG
UNESP - Bauru - Bauru - SP - Brasil

Objetivo: Avaliar o efeito da intensidade (alta vs. moderada) e modalidade (aeróbio combinado com resistido ou resistido isolado) de programas de exercício comunitário sobre variáveis antropométricas, hemodinâmicas e funcionais de idosos.

Métodos: 69 idosas (idade = 71,7 ± 5,21 anos), randomizadas para programa de treinamento intervalado de alta intensidade combinado com treinamento resistido (TI+TR; N = 26), treinamento contínuo de moderada intensidade combinado com treinamento resistido (TC+TR; N = 30) ou treinamento resistido isolado (TR; N = 13), tiveram as variáveis antropométricas (peso e circunferência da cintura), hemodinâmicas (pressão arterial e rigidez arterial – velocidade da onda de pulso carotídeo-femoral [VOP]) e funcionais (teste de sentar e alcançar, força de preensão palmar, teste de sentar e levantar 5 vezes, timed-up and go e teste de caminhada de 6 minutos) avaliados antes e após nove meses de treinamento.

Resultados: Houve melhora significativa (P < 0,01) na circunferência da cintura (-3 cm), pressão arterial sistólica (-7 mmHg), VOP (-0,6 m/s), teste de sentar e alcançar (5 cm), força e preensão palmar (4 kgf), teste de sentar e levantar (-2,9 s), timed up and go (-2 s) e teste de caminhada de 6 minutos (83 m) após TI+TR. No entanto, após TC+TR, houve melhora (P < 0,05) apenas na circunferência da cintura (-3 cm), teste de sentar e alcançar (3 cm), força e preensão palmar (4 kgf), timed up and go (-1,2 s) e teste de caminhada de 6 minutos (46 m), enquanto que somente o teste de sentar e alcançar (3 cm), força e preensão palmar (4 kgf), timed up and go (-1,0 s) e teste de caminhada de 6 minutos (42 m) melhoraram (P < 0,05) após TR.

Conclusão: Ambos os programas foram eficientes para melhora da capacidade funcional. Entretanto, somente o treinamento combinado melhorou a circunferência da cintura, enquanto que a PA e rigidez arterial melhoraram apenas após TI+TR. Estes resultados sugerem que a intensidade e modalidade do exercício influenciam a redução do risco cardiovascular durante um programa de exercício comunitário.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021