SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Diagnóstico de origem anômala de coronária em octogenário

Lucas de Oliveira Santos Bichler, Carolina Magalhães, Daniel Tenório Cursino , Jessica Garcia
Faculdade Pernambucana de Saúde - Recife - PE - Pernambuco - Brasil, Hospital Agamenon Magalhães - Recife - PE - Brasil

Introdução: As anomalias de coronária são formas raras de malformação congênita que acomete cerca de 1% da população.. Dentre os tipos de malformações, há as de origens anômalas da coronária (incidência de 0,3 - 1,6%), em que o paciente pode ser assintomático por anos ou apresentar sintomas desde dispneia a desfechos dramáticos como infarto agudo do miocárdio, arritmias graves e morte súbita.

Relato de caso: Paciente de 87 anos, sexo masculino, hipertenso, tabagista ativo e portador de doença renal crônica não dialítica deu entrada na emergência cardiológica referindo tosse e dispneia há 15 dias com piora nas últimas 24 horas. Eletrocardiograma evidenciou onda T negativa em parede anterior e bloqueio de ramo direito; os níveis de troponina estavam elevados mais de 80 vezes o valor de referência. Na radiografia de tórax havia infiltrado e derrame pleural bilaterais. Foi iniciada dupla antiagregação e anticoagulação além de tratamento para insuficiência cardíaca descompensada e antibiótico para infecção do trato respiratório. Ecocardiograma evidenciou hipocontratilidade difusa do ventrículo esquerdo, com fração de ejeção de 36%; além de átrio esquerdo aumentado e estenose aórtica moderada. Paciente se recusa a estratificação invasiva tendo sido realizada cintilografia miocárdica que mostrou hipoperfusão moderada a acentuada de grande extensão nas paredes inferior e ínfero-lateral. Posteriormente, aceitou a cineangiocoronariografia que demonstrou ausência de quaisquer lesões arteriais obstrutivas importantes e presença de coronária direita de origem anômala. A fim de rastreio de repercussões clínicas, o holter realizado revelou presença de 74 pausas significativas e taquicardias ventriculares não sustentadas, sendo assim optado pelo implante de marca-passo definitivo. Recebeu alta hospitalar estável clinicamente.

Conclusão: A origem anômala de artéria coronária é um grupo de malformações congênitas raras, principalmente seu diagnóstico na população idosa. Sua apresentação anatômica, clínica e fisiopatológica é muito variável daí a importância em conhecê-la e considerar suas consequências clínicas a fim de contribuir para melhor decisão terapêutica.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021