SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Análise comparativa de três protocolos de hidratação para árbitros em partidas da Confederação Brasileira de Futebol da Série A

Cristiano Monteiro, Confessor Y. Q., Oliveira Filho J. A.
Universidade São Judas Tadeu - São Paulo - São Paulo - Brasil

Introdução: A desidratação durante a prática da atividade esportiva deve ser inferior a 2% do peso corporal. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de três protocolos de hidratação, no nível de desidratação, na sobrecarga fisiológica e no rendimento físico dos árbitros de futebol durante as partidas dos Campeonatos da Série A. Métodos: Doze árbitros de futebol profissional pertencentes à Confederação Brasileira de Futebol, idade média 36,0 ± 3,58 anos, foram submetidos a um ensaio clínico randomizado, no qual 3 protocolos de hidratação diferentes foram aplicados: o PA (Isotônico – 500 mL 1 hora antes da partida e 500 mL no intervalo da partida), o PB (Isotônico – 500 mL 1 hora antes da partida e até 1 L no intervalo da partida) e o PC (Controle – Ad libitum), e a avaliação do peso corporal, da diurese, da ingestão de líquidos, da frequência cardíaca média (bpm) e do 1o e do 2o tempo, do número de corridas de alta intensidade (CAI) (acima de 18 km/h) nos últimos 15 minutos de cada tempo e do estresse térmico (WBGT ºC) foram realizadas. Resultados: A diferença do peso corporal (PB < PA e < PC, p < 0,05) e da porcentagem de desidratação (PB < PA e < PC, p < 0,01) demonstraram diferença significante entre os três protocolos de hidratação, PB obteve uma desidratação inferior a 2% do peso corporal. A reposição percentual de líquido (PB > PC, p < 0,01), a frequência cardíaca média do 1o e do 2o tempo (PB < PC, p < 0,05), o valor médio do estresse térmico (PB < PC, p < 0,01) e o número de CAI dos 30 aos 45 minutos do 1º tempo (PB > PC, p < 0,05) apresentaram diferença significante entre os protocolos PB e PC. Conclusão: Esses resultados demonstraram que os protocolos de hidratação Isotônica foram capazes de reduzir o nível de desidratação e que o PB também promoveu uma sobrecarga cardiovascular menor, mesmo num ambiente com maior estresse térmico, porém, o maior número de CAI do PC em relação ao PB no último período do 1º tempo, pode estar associado a outros fatores não relacionados ao desempenho dos árbitros.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021