SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Síndrome Carcinoide com envolvimento de válvulas tricúspide e pulmonar: relato de Caso

Edielle de Sant Anna Melo, Thalita Barbosa Gonzalez, Fernanda Thereza de Almeida Andrade, Isabela Bispo Santos da Silva Costa, Stephanie Itala Rizk, Cristina Salvadori Bittar, Rafael Alves da Silva, Laisse Barreto Ferreira Reis, Ludhmila Hajjar
INSTITUTO DO CORAÇÃO DO HCFMUSP - - SP - BRASIL

Introdução: Síndrome carcinoide consiste na combinação de sinais e sintomas, achados laboratoriais de tumores neuroendócrinos que produzem substâncias como serotonina e outros peptídeos vasoativos. Acomete o coração em aproximadamente 50% dos casos, sendo a principal causa de mortalidade. Ocorre deposição de tecido fibroso no endocárdio, com espessamento dos folhetos e do aparelho subvalvar das válvulas tricúspide e pulmonar, levando a uma combinação de insuficiência e estenose valvulares do coração direito.

Métodos: Realizamos a revisão do prontuário, entrevista com o paciente e revisão da literatura.

Relato de caso: Paciente masculino, 25 anos, natural e procedente do Espírito Santo-ES, foi admitido em Hospital terciário com quadro de IC descompensada. Antecedentes de tumor carcinóide intestinal em 2017 e troca de válvula pulmonar por bioprótese no mesmo ano.

Ao exame físico, com ruborfacial; ausculta cardíaca com hiperfonese de B2, sopro sistólico regurgitativo em borda esternal esquerda com sinal de Rivero-Carvallo e ausculta pulmonar com estertores crepitantes bibasais. Abdome com hepatomegalia dolorosa até 4cm do rebordo costal direito, esplenomegalia, ascite eedema periférico bilateral (1+/4+).

O ecocardiograma transtorácico com fração de ejeção do ventrículo esquerdo de 64%, valva pulmonar com prótese biológica normofuncionante e valva tricúspide com severa retração de suas cúspides e refluxo importante.  A ressonância magnética cardíaca mostrou ventrículo direito (VD) com aspecto de restrição diastólica, ausência de folhetos funcionais da valva tricúspide (Fig.1); presença de fibrose endocárdica difusa e circunferencial em VD e átrio direito (AD) (Fig.2); folhetos valvares tricúspides aderidos a parede do VD.As tomografias mostraram múltiplos nódulos hepáticos, hepatomegalia, esplenomegalia, ascite e colecistolitíase. Realizada embolização transarterial hepática para tratamento das lesões hepaticas hipervascularizadas com o objetivo de melhorar a síndrome carcinoide.

Conclusão : Paciente com diagnóstico de síndrome carcinoide, tumor neuroendócrino  grau 2, produtor de serotonina, com sítio primário em jejuno e lesões metastáticas em fígado, com grave envolvimento cardíaco.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021