SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Prevalência de alteração na Pressão Arterial em relação ao IMC em campanhas de rastreamento.

Flavianne Cecilia Carvalho Barbosa, Sarah da Silva Candido , Sara Telles Carvalho , Laura Potenciano Queiroz
Unifran - Universidade de Franca - Franca - São Paulo - Brasil

Título: Prevalência de alteração na Pressão Arterial em relação ao IMC em campanhas de rastreamento.

Objetivo: Relacionar o índice de massa corporal (IMC) elevado e sua influência na Pressão Arterial (PA).Métodos: Estudo descritivo e transversal, de natureza quantitativa, realizado na cidade de Franca- São Paulo,entre os anos de 2015 e 2018, com uma equipe multidisciplinar, compostapor alunos e professores dos cursos de medicina, fisioterapia e enfermagem. CAAE: 45152815.0.0000.5495. O processo de coleta de dados e os passos sequenciais paraa medição da PA, foi preconizado em consonância com a World HypertensionLeague, a partir do uso de aparelhos automáticos (oscilométricos), Omron (HEM-7200),devidamente validados e calibrados. Os tamanhos dos manguitos, foram adequados a cada participante, por meio da realização da medida da circunferência braquial.A medida da PA foi realizada em ambos os braços. Aquele que apresentou maior valor de PA, foi utilizado para a realização das próximas medições. Sequencialmente, três medidas foram realizadas no braço determinado, com intervalo de um minuto entre elas. A média da PA foi calculada utilizando-se o valor das duas últimas medidas.Para análise do IMC, foram coletados dados antropométricos (peso e altura) para sua determinação a partir da fórmula: IMC = peso/ (altura x altura). Para complemento da análise, informações adicionais foram coletadas:faixa etária, hipertensão arterialautorreferida, gênero, uso de medicamentos anti-hipertensivos e fatores de risco.De acordo com os resultado obtidos com os participantes após verificação da PA, as seguintes recomendações foram estabelecidas: verificar a PA anualmente (PAS <140 e PAD <90mmHg), procurar um profissional de saúde em algumas semanas (PAS 140-179 e PAD 90-109mmHg) ou o mais rápido possível (PAS≥ 180-199 e PAD≥110mmHg).Para análise das variáveis, foi utilizado o teste não-paramétrico de Mann-Whitney, com nível de significância de p≤ 0,05.Resultados:o valor médio de IMC na população estudada foi de 26, 75 Kg/m2, categoria classificada em “Excesso de Peso”, visto que, as mulheres apresentaram maior valor médio quando comparado com os homens. Nota-se que todos que apresentaram IMC elevado tiveram a maior recomendação de procurar um profissional da saúde em algumas semanas ou o mais rápido possível. Conclusão:compreende-se a importância do controle da HA, e para isso tem-se a recomendação de um estilo de vida mais saudável com a pratica de exercícios físicos e alimentação saudável, para redução do IMC e consequentemente menos risco de desenvolvimento de HA.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021