SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Aneurisma gigante do átrio direito

Ana Vitória Vitoreti Martins, Marcela Santana Devido, Stephanie Ondracek Lemouche, Leina Zorzanelli, Ana Maria Thomaz, Ana Cristina Sayuri Tanaka , Juliano Gomes Penha , Nana Miura Ikari
INSTITUTO DO CORAÇÃO DO HCFMUSP - - SP - BRASIL

INTRODUÇÃO Os aneurismas do átrio direito (AD) são alterações cardíacas raras e geralmente tem origem congênita. O diagnóstico diferencial deve ser feito com patologias que levam ao aumento do AD  como anomalia de Ebstein,estenose valvar pulmonar e lesões da valva tricúspide.Além disso, cistos pericárdicos são diagnósticos diferenciais na avaliação ecocardiográfica.As formações aneurismáticas podem contribuir para complicações como arritmias atriais e episódios tromboembólicos.

MÉTODOS Reportamos o caso de um homem de 29 anos encaminhado ao nosso serviço em 2019 com história de palpitações há 6 meses e dispneia aos grandes esforços. Apresentava história de tabagismo,sem comorbidades ou cirurgias prévias. Em ecocardiograma transtorácico( ECO TT) externo foi diagnosticado cisto paracardíaco com compressão de câmaras direitas e fração de ejeção biventricular preservada.Iniciou seguimento em nosso serviço (imagens 1 e 2) e ECO TT evidenciou grande cavidade adjacente ao AD, com ampla comunicação com o AD,sem gradiente,causando compressão da região basal do ventrículo direito (VD),sem gerar restrição ao fluxo na via de entrada do VD ; com volume do AD e cavidade de 133,8 ml/m² (imagem 3).

Imagem 1

Imagem 2

 

 

Imagem 3

A ressonância magnética cardíaca confirmou os achados do ECO TT com  volume sistólico final de AD de 280ml (indexado de 148ml/m2);sem fibrose ou alteração de outras câmaras cardíacas e pericárdio (imagem 4).

 

Imagem 4

 

 

RESULTADOS Paciente foi submetido a cirurgia eletiva de ressecção de aneurisma de AD. A cirurgia ocorreu sem intercorrências, com tempo de circulação extra corpórea de 70 minutos e tempo de anóxia de 48 minutos.O exame anátomo-patológico evidenciou cortes histológicos de fragmentos de AD, exibindo moderada e difusa hipertrofia de cardiomiócitos com fibrose intersticial moderada e difusa e endocárdica,moderada e multifocal ,sem evidência de miocardite.Evoluiu sem intercorrências no pós operatório recebendo alta 04 dias após cirurgia. No retorno ambulatorial apresentava-se sem sintomas cardiovasculares.

 

 CONCLUSÕES Os exames de imagem são de fundamental importância para avaliação das patologias cardíacas ,especialmente nos casos raros, com avaliação adequada das estruturas cardíacas e possibilitando melhor planejamento cirúrgico para o paciente . A correção cirúrgica precoce permite melhora dos sintomas e evita os efeitos deletérios a longo prazo.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021