SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Avaliação das intervenções percutâneas realizadas em pacientes com cardiopatias congênitas em Serviço de Hemodinâmica de Hospital do Triângulo Mineiro

Achilles Gustavo Silva, Michel Hamui Sallum, Guilherme Alves Lapa , Carlos Eduardo Bernini Kapins
Hospital Dr. Helio Angotti - Uberaba - MG - Brasil

FUNDAMENTO: As técnicas de intervenção por cateter para tratamento das cardiopatias congênitas expandiram as possibilidades de tratamento para um grande número de condições, mas os resultados parecem ser melhores em centros especializados a depender do perfil de pacientes atendidos. O objetivo desse estudo foi avaliar o perfil e a taxa de sucesso das intervenções percutâneas realizadas em pacientes adultos com diagnóstico de cardiopatias congênitas tratados em serviço de hemodinâmica privado de pequeno volume do interior do estado de Minas Gerais. MÉTODOS: Foram avaliados retrospectivamente os pacientes adultos com cardiopatias congênitas submetidos a intervenção percutânea no Serviço de Hemodinâmica do Hospital Dr. Helio Angotti em Uberaba-MG. Foram investigados dados clínicos e aspectos relacionados ao procedimento como tipo de anestesia e uso de ecocardiograma intracardíaco. As complicações foram divididas em vasculares e cardíacas. Foram avaliados taxa de sucesso, tempo de hospitalização e tempo de acompanhamento após procedimento livre de eventos. As variáveis qualitativas foram expressas por meio de distribuição de freqüências e as variáveis quantitativas foram expressas como média e desvio-padrão. Foi utilizado o programa estatístico Prism 5. RESULTADOS: Foram avaliados 21 pacientes com idade de 39,9(±18,1)anos, peso de 69,1(±13,2) Kg, IMC de 25,9(±4,5) Kg/m² sendo 66,7% do sexo feminino. Os diagnósticos de comunicação interatrial, forame oval patente, persistência do canal arterial e comunicação interventricular foram respectivamente 14(66,6%), 2(9,5%), 3(14,2%) e 2(9,5%). Desses pacientes, 15(71,4%) receberam apenas sedação, e em 14(66,6%) foi utilizado ecocardiograma intracardíaco. Todos os procedimentos foram realizados com sucesso e sem complicações vasculares ou cardíacas. Não houve embolização de dispositivos. Todos os pacientes receberam alta antes do terceiro dia, sendo 14(66,6%) no dia seguinte ao procedimento. Todos os pacientes foram reavaliados por contato telefônico, sem relato de eventos cardiovasculares ou novas intervenções em tempo de acompanhamento de 994,2(±707,1) dias. Todos os procedimentos foram realizados com o acompanhamento de proctor com ampla experiência no tratamento percutâneo de cardiopatias congênitas.CONCLUSÃO: O tratamento percutâneo das cardiopatias congênitas no adulto pode ser realizado em Serviço de Hemodinâmica de pequeno volume de forma segura, com altas taxas de sucesso, quando realizado com o acompanhamento de proctor com experiência nesse tipo de intervenção.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021