SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

ÓBITO POR ANEURISMA E DISSECÇÃO DA AORTA EM IDOSOS: VARIANTES EPIDEMIOLÓGICAS ENTRE SUDESTE E CENTRO-OESTE DO BRASIL

Maria Eduarda Coelho da Maia, Júlia Teodoro Stuepp, Ludmilla Ferreira da Costa
Universidade do Sul de Santa Catarina - Tubarão - Santa Catarina - Brasil

Introdução: A dissecção da aorta é um evento que ocorre pela ruptura da camada média deste grande vaso, possuindo o aneurisma aórtico pré-existente como fator de risco e como sendo uma das principais causas de mortalidade na população idosa. Dessa forma, esta análise tem por objetivo fornecer mais dados sobre as diferentes variantes epidemiológicas de duas regiões brasileiras acerca dos óbitos por aneurisma e dissecção da aorta em pacientes idosos. 

Métodos: Trata-se de um estudo ecológico, cujas unidades de análise de área foram as regiões Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. A população estudada foi o grupo dos idosos residentes nessas regiões e que foram a óbito por Aneurisma e Dissecção da aorta (CID-10 I71) no período entre Janeiro de 2015 a Dezembro de 2019. Considerou-se como idoso qualquer indivíduo com idade 60 anos. Os dados usados foram obtidos a partir do banco de dados do Sistema Único de Saúde (DATASUS). As variáveis analisadas foram: sexo e cor/raça. A partir dos dados foram construídas novas tabelas, por meio do programa Microsoft Excel® e Microsoft Word®. 

Resultados: Foram registrados 30.229 óbitos no país no período analisado por CID-10 I71, sendo que o Sudeste representa 58,03% e o Centro-Oeste representa 7,10% dos óbitos por esse motivo no Brasil. A idade predominante de óbitos em ambas as regiões é de 70 a 79 anos, com 37% no Sudeste e com uma taxa de 2% a mais de ocorrências para essa faixa etária no Centro-Oeste. O presente estudo encontrou maiores taxas desses eventos no sexo masculino em todas as raças estudadas, exceto na cor/raça preta na região Sudeste que apresentou um total de 1.108 casos, sendo 52% dos eventos ocorridos no sexo feminino, uma taxa de 4% a mais que no sexo masculino. Os resultados mostraram, ainda, a marcante predominância da raça branca, que é maior no Sudeste, onde os brancos foram cerca de 70% dos casos, enquanto no Centro-Oeste este mesmo grupo somou 48,3%.

Conclusão: A região Sudeste apresentou mais mortes por CID-10 I71 em comparação a região Centro-Oeste. A faixa etária predominante dos óbitos é de 70 a 79 anos em ambas as regiões, com maior taxa para o Centro-Oeste. Em relação ao sexo e a raça, o masculino e a branca prevaleceram nas duas macrorregiões analisadas. Esses dados são imprescindíveis para conhecer a epidemiologia da mortalidade de idosos por aneurisma e dissecção de aorta a fim de tentar rastrear a população de risco. 

 

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021