SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Perfil contemporâneo da mortalidade por infarto agudo do miocárdio no Brasil

Maria Luiza de Castro Koller, Luma Aride Moreira, Letícia de Oliveira Pinto, Giovanna de Assis Storelli dos Santos, Rafaela Penalva, Carlos Gun
Universidade de Santo Amaro - UNISA - São Paulo - São Paulo - Brasil

INTRODUÇÃO: O Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) é resultante de obstrução aguda ou bloqueio de artéria coronária, impedindo assim a irrigação do músculo cardíaco e gerando necrose tecidual. Tal acometimento arterial gera, principalmente, angina decorrente da isquemia miocárdica, seguida de dispneia, náusea ou síncope e apresenta como fatores de risco não modificáveis: idade, raça, sexo e histórico familiar. Nesse sentido, estudos demonstram que o IAM é a doença cardiovascular (DCV) que apresenta mais óbitos no país, e soma em média 20 milhões de óbitos por ano no mundo.

MÉTODO: O estudo elaborado trata-se de uma análise epidemiológica, descritiva, transversal e retrospectiva. Os dados expostos foram coletados do banco informativo de saúde do DATASUS (TABNET) do ano de 2019, referente ao número de óbito ocorridos no Brasil pelo IAM. As variáveis selecionadas foram: idade, sexo, cor/raça. região e escolaridade.

RESULTADOS: Em 2019 foram notificados 95.557 casos de óbito por IAM no Brasil, dos quais 59,8% eram homens e 40,1% mulheres. No referido ano, a região com maior incidência foi a Sudeste com 46,4%, seguida pela Nordeste (28,3%), Sul (13,1%), Centro-Oeste (6,5%) e Norte (5,7%). Com relação aos dados sociais, a raça branca foi a mais acometida, representando 51,7% dos casos, logo depois está a parda (37,7%), a preta (7,8%), a amarela (0,5%) e a indígena (0,18%). Ademais, a partir de 50 anos observou-se um acentuado acréscimo no número de óbitos, em especial na população acima de 80 anos. Por fim, indivíduos com nenhuma ou até 7 anos de escolaridade, representaram 63,6% dos acometidos.

CONCLUSÃO: O número de óbitos por Infarto Agudo do Miocárdio no Brasil no ano de 2019, ocorreu com maior incidência na região Sudeste, sendo a população predominantemente afetada a masculina, de raça branca na faixa etária acima de 80 anos e com baixa escolaridade.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021