SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

CORRELAÇÃO ENTRE MARCADORES ANTROPOMÉTRICOS E INDICADORES VASCULARES EM PACIENTES COM DOENÇA ARTERIAL PERIFÉRICA

ARRUDA, G. M. M., PADALKO, N. M., SILVA, G. O., FERREIRA, F. G., KANEGUSUKU, H., RITTI-DIAS. R. M., CORREIA, M. A.
Universidade Nove de Julho - São Paulo - SP - Brasil, HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEIN - - SP - BRASIL

INTRODUÇÃO: A doença arterial periférica (DAP) é ocasionada por processo obstrutivo das artérias, resultada de um dano significativo ao endotélio e consequentemente comprometimento da estrutura e função vascular. Marcadores antropométricos têm sido associados a fatores de risco cardiovascular nesta população. No entanto, o quanto indicadores antropométricos se associam com indicadores vasculares desses pacientes ainda é incerto. Assim, o objetivo deste estudo é verificar a relação de marcadores antropométricos com os indicadores vasculares de pacientes com DAP. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal em pacientes com DAP. Foram obtidas as variáveis antropométricas (peso, estatura, índice de massa corporal – IMC e circunferências do braço, cintura e panturrilha) e os indicadores vasculares foram (diâmetro de repouso, tensão de cisalhamento positiva e negativa, diâmetro máximo pós-isquemia e vasodilatação mediada pelo fluxo da artéria braquial). A correlação de Spearman foi utilizada para verificar a relação dos marcadores antropométricos e indicadores vasculares. RESULTADOS: A amostra foi composta de 68 indivíduos (40 homens), com idade de 66,9 ±9,0 anos, IMC de 27,3±6,2 kg/m2 e índice tornozelo-braquial de 0,58±0,22. Os resultados das correlações estão apresentados na tabela 1. Foi encontrada uma correlação significante da circunferência da cintura com o diâmetro de repouso e com a FMD. A circunferência do braço foi correlacionada com o diâmetro de repouso e com o diâmetro máximo. A circunferência da panturrilha correlacionou-se com o diâmetro de repouso. O IMC apresentou correlações com a tensão de cisalhamento negativa.

Tabela 1. Correlação de Spearman entre marcadores antropométricos e parâmetros da função vascular em pacientes com doença arterial periférica.

Variáveis

CC

CB

CP

IMC

rho (p)

rho (p)

rho (p)

rho (p)

Diâmetro de repouso, mm

0,29 (0,02)

0,29 (0,02)

0,31 (0,01)

0,19 (0,12)

FMD, %

-0,26 (0,05)

-0,13 (0,34)

-0,24 (0,07)

-0,18 (0,15)

Diâmetro máximo, mm

0,18 (0,17)

0,27 (0,04)

0,25 (0,06)

0,13 (0,31)

TC negativa, seg.-1

0,22 (0,09)

0,13 (0,34)

0,15 (0,24)

0,28 (0,02)

CB – Circunferência do braço; CC – Circunferência da cintura; CP – Circunferência da panturrilha; FMD – vasodilatação mediada pelo fluxo; TC – Tensão de cisalhamento.

CONCLUSÃO: Marcadores antropométricos estão associados com indicadores vasculares em pacientes com DAP.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021