SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Coaching de Saúde para pacientes em Reabilitação Cardíaca: resultados de uma intervenção para promoção de hábitos de vida saudáveis.

Daniele Barrionuevo Kallas, Lia Kanae Okita Buschinelli, Eneas Antonio Rocco, Amanda Barbuio Teixeira, Luana Talita Diniz Ferreira, Raquel Yuri Mori, Bianca Sprovieri Moraes, Gabriela Macoppi Carreiro
Hospital Samaritano Paulista - São Paulo - São Paulo - Brasil

 

Introdução: O Coaching de Saúde é uma abordagem para mudança de comportamentos de saúde e promoção do autocuidado. A Associação Britânica de Prevenção Cardiovascular lista a mudança de comportamento em saúde, educação, e a gestão de fatores de risco relacionados à atividade física, alimentação, controle do peso, álcool e tabaco, dentre os 6 componentes centrais de programas de reabilitação cardiovascular. Assim, intervenções para mudanças de comportamentos em saúde se justificam como parte dos cuidados médicos. Métodos: pacientes em reabilitação cardiovascular de uma instituição especializada foram convidados a participar voluntariamente do Programa de Coaching em Saúde para mudanças comportamentais nas dimensões de alimentação, atividade física, gestão do estresse e sono. A intervenção foi composta de 6 sessões semanais de Coaching, com profissionais de saúde treinados em coaching com metodologia preconizada pelo National Board for Health and Wellness Coaches, com duração de 1h30, feitas 100% à distância pela telemedicina da instituição. Os pacientes foram reunidos em grupos de 4 pessoas, mais o Coach de Saúde. Antes da primeira e após a última sessão foram aplicados o Questionário de Estilo de Vida Fantástico (Fantástico) e o Índice de Bem-Estar Psicológico WHO-5 (WHO-5). Cada sessão tinha um roteiro que abordava visão de saúde e bem-estar, ambivalência, processo de mudança comportamental, pensamentos e crenças, estresse, prevenção de recaídas e plano de sustentação de hábitos, e a cada semana os pacientes foram convidados a criar metas de saúde com a estrutura Smart para praticarem no dia a dia. Entre as sessões eles receberam materiais educativos com conteúdos e informações sobre as quatro dimensões do estilo de vida. Resultados: a intervenção aconteceu entre agosto de 2020 e abril de 2021. 35 pacientes concluíram o programa. Na avaliação inicial 8,6% dos pacientes estavam classificados como Regular no Fantástico, 20% como Bom, 60% Muito Bom e 11,4% Excelente. Ao final, nenhum paciente estava classificado como Regular, 20% como Bom, 51,4% Muito Bom e 28,6% Excelente. O WHO-5 mostrou redução do escore risco de depressão de 28,6% para 14,3% da população após a intervenção. Conclusão: intervenções para mudanças de comportamento e autocuidado em saúde parecem ser promissoras na promoção da saúde e melhora no estilo de vida e bem-estar psicológico de pacientes em reabilitação cardiovascular. É necessária a continuação do monitoramento dos pacientes para avaliação dos impactos da intervenção a médio e longo prazos.

 

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021