SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Sarcopenia é um Preditor Independente de Mortalidade Intrahospitalar em Pacientes Submetidos à Cirurgia Vascular

Caio de Assis Moura Tavares, Danielle Gualandro, Francisco Cardozo, Marcelo Oranges Filho, Sabrina Ando, Daniela Calderaro, Wilson Jacob-Filho, Ivan Casella, Nelson de Luccia, Bruno Caramelli
INSTITUTO DO CORAÇÃO DO HCFMUSP - - SP - BRASIL, ICHC HCFMUSP - São Paulo - SP - Brasil

Introdução: Apesar da elevada taxa de complicações em pacientes submetidos a cirurgias vasculares, os escores de risco atualmente utilizados para estratificação de risco perioperatório possuem muitas limitações e modelos mais precisos são necessários. A sarcopenia avaliada pela área do músculo psoas (AMP) é uma medida facilmente obtida a partir da tomografia computadorizada (TC) e que pode fornecer informações prognósticas adicionais auxiliando na identificação de pacientes em que: i) há necessidade de maior vigilância de complicações; ii) intervenções antes do procedimento devam ser implementadas; iii) o benefício da cirurgia em si é questionável, pelo risco inaceitável de complicações.

Métodos: Registro unicêntrico prospectivo de Set/2012 a Dez/2018. Pacientes submetidos a cirurgia vascular com avaliação cardiológica perioperatória foram incluídos consecutivamente. Para esta análise, foram avaliados pacientes com realização de TC periprocedimento (< 6 meses). A AMP foi medida manualmente por 2 radiologistas no plano delimitado pelo platô superior do corpo vertebral de L4 no plano axial. Sarcopenia foi definida como AMP < 20,3cm2 para homens e < 11,8cm2 para mulheres. Dados de avaliação clínica e exames complementares antes da cirurgia foram tabulados. O desfecho analisado foi mortalidade intra-hospitalar por todas as causas.

Análise Estatística: Associação das variáveis (selecionadas com base em dados da literatura) com mortalidade através de análise multivariada por regressão logística.

Resultados: Nos 647 pacientes incluídos na análise, sarcopenia definida pela AMP foi um preditor de mortalidade intra-hospitalar na análise multivariada (odds ratio ajustado = 1,97; p = 0,005). As variáveis incluídas no modelo final estão resumidas na Tabela. A concordância interobservador pelo coeficiente de Kappa foi excelente (Kappa 0,82, p < 0,001). 

Conclusão: A medida da AMP é uma medida simples, objetiva e um preditor independente de mortalidade intra-hospitalar. A utilização da AMP - em TC usualmente já realizada na programação cirúrgica - deve ser incorporada a avaliação de risco perioperatória.  

 

Variável

Odds Ratio ajustado

IC 95%

Valor de p

Insuficiência Cardíaca

2,37

1,38-4,06

0,002

Sexo Feminino

2,02

1,24-3,29

0,005

Sarcopenia

1,97

1,23-3,16

0,005

Cirurgia de Urgência/Emergência

1,62

0,99-2,67

0,056

Doença Arterial Coronária

1,54

0,93-2,54

0,093

Anemia pré-operatória

1,21

0,73-2,01

0,464

Creatinina pré-operatória

1,15

0,99-1,34

0,068

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021