SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

ANÁLISE DA ASSOCIAÇÃO DA CURVA DE TROPONINA ULTRA SENSÍVEL (TROPO-US) COM LESÕES CORONARIANAS SIGNIFICATIVAS E VARIAÇÃO DE VALORES COM FIBRILAÇÃO ATRIAL E INSUFICIÊNCIA RENAL EM PACIENTES COM DOR TORÁCICA EM HOSPITAL GERAL DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE

Giovanetti, NM , Moraes, RS, Simplicio, MS, Neto, MAR
Hospital Geral de Carapicuíba - Carapicuíba - SP - Brasil

INTRODUÇÃO: A síndrome coronariana aguda (SCA) é a principal causa cardiovascular de internação hospitalar no mundo. Com a introdução das troponinas de alta sensibilidade (Tropo-US) passou a ser possível a detecção de níveis mais baixos deste marcador. Contudo, devido sua detecção precoce e aumento de sua sensibilidade, há uma redução da sua especificidade, podendo estar elevada em quadros de Doença Renal Crônica (DRC), Taquiarritmias, entre outras causas. OBJETIVO: Avaliar os valores de Tropo-US em prontuários de pacientes com protocolo de dor torácica aberto no período de agosto/2019 a setembro/2020, correlacionando-os à presença de lesões coronarianas significativas em cateterismo, além de suas variações na presença ou não de DRC e fibrilação atrial na amostra selecionada. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo descritivo, analítico, retrospectivo, observacional desenvolvido em um Hospital Geral do Sistema Único de Saúde - Hospital Geral de Carapicuíba. Foram avaliados os protocolos de SCA abertos a partir de agosto/2019 com diagnóstico de SCA sem supradesnivelamento do segmento ST (SCASSST) confirmado pela análise de Tropo-US. Para análise de curva Receiver Operating Characteristic (ROC), os pacientes foram avaliados enquanto amostra única e estratificados em dois grupos, de acordo com a presença ou ausência de DRC. Por meio da análise da curva ROC, estimou-se sensibilidade e especificidade da troponina e sugere-se o melhor ponto de corte para a amostra em questão. RESULTADOS:Ao todo, 74 pacientes corresponderamos critérios de inclusão, sendo que dentre eles 54 (72,9%) apresentaram lesão coronariana significativa. Os melhores pontos de corte para discriminar a presença de lesão coronária significativa foram: na amostra geral, 1.600 ng/L (sensibilidade de 81,5%, especificidade de 50,0%, valor preditivo positivo de 83,0%, valor preditivo negativo de 43,9%, acurácia de 71,6% e razão de verossimilhança de 1,63); em pacientes sem DRC, 1.600 ng/L (sensibilidade de 83,9%, especificidade de 46,2%, acurácia de 78,8% e razão de verossimilhança de 1,55); e no grupo com DRC, 1.500 ng/L (sensibilidade de 72,0%, especificidadede 60,0%, acurácia de 70,0% e razão de verossimilhança de 1,80). CONCLUSÃO:A tropo-US é um excelente exame para exclusão rápida e segura do diagnóstico de SCA na sala de emergência, porém com suas limitações quanto a especificidade, levando a sobre diagnóstico de SCASSST.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021