SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Função da Lipoproteína de Alta Densidade (HDL) em pacientes com diabetes tipo 2: Diferenças entre as fases aguda e crônica da doença arterial coronária

GENESTRETI PR, Freitas FR, Furtado RHM, Dalcoquio TF, Franci A, Salsoso R, Tavoni T, Maranhão RC, Nicolau JC
INSTITUTO DO CORAÇÃO DO HCFMUSP - - SP - BRASIL

Introdução: Aspectos funcionais da lipoproteína de alta densidade (HDL), como a transferência de lípides para HDL, têm sido associados à patogênese e ao prognóstico da doença arterial coronária (DAC). Pacientes com diabetes mellitus tipo 2 (DMT2) portadores de DAC crônica (DACc) têm mostrado menor transferência de colesterol para HDL em comparação a diabéticos sem DACc. No entanto, diferenças no comportamento da transferência de colesterol para HDL entre pacientes com infarto agudo do miocárdio (IAM) ou com DACc não são conhecidas, e se constitui no principal objetivo do presente estudo.

Métodos: a partir de banco de dados prospectivo foram analisados 114 pacientes diabéticos, dos quais 60 apresentavam IAM (63,3% homens, idade média 62,5 ± 9,2 anos) e 54 DACc (70,4% homens, idade média 71,7 ± 4,2 anos).Todos estavam utilizando estatinas. Transferência de colesterol esterificado (CE) e colesterol não esterificado (CNE) para HDL (expresso como %) foram avaliados in vitro por incubação com plasma de doador de emulsão lipídica marcado com CE e CNE radioativos. Utilizamos o teste t de Student para amostras independentes nas análises univariadas e análise de regressão linear multivariável nos modelos ajustados(considerando a transferência do CE ou CNE como variáveis dependentes e idade, sexo, índice de massa corporal, creatinina, hemoglobina glicada, LDL-C, HDL-C e triglicérides como variáveis independentes). 

Resultados: apresentados nas figuras.

Conclusão:Pacientes diabéticos com IAM apresentam transferência de lípides menor em comparação àqueles com DACc. Os achados do presente estudo reforçam a hipótese de que terapias destinadas a melhorar a função de HDL podem melhorar o prognóstico na população de alto risco com coronariopatia aguda.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021