SOCESP
10 a 12 de junho de 2021

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Redução das Doenças Cardiovasculares Através de Atividades Socioeducativas com Pais, Alunos e Professores de Escolas Públicas de Campinas

Letícia Araújo Tassine Penatti, José Francisco Kerr Saraiva
PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS – PUCAMP - - SP - BRASIL

Resumo. Objetivo: O estudo teve como objetivo desenvolver atividades e oficinas pedagógicas com alunos, professores, funcionários e gestores de escolas de ensino fundamental e médio, que visem contribuir para diminuição da prevalência de sobrepeso e obesidade nos alunos e redução de fatores de risco para a doença cardiovascular, de modo a sensibilizá-los quanto à importância do fornecimento de alimentos saudáveis nas cantinas escolares, utilizando-as como um instrumento propagador de hábitos alimentares saudáveis. Método: O projeto realizou-se em três escolas da rede pública estadual de Campinas no entorno do Campus 2 da PUC Campinas, situadas no Distrito Noroeste da cidade, região periférica, que convive com situações críticas, como violência e vulnerabilidade social. As atividades ocorreram dentro das escolas, segundo o cronograma de atividades escolares, utilizando espaços como sala de aula, biblioteca, sala de vídeo, pátio, cozinha e cantina escolar, e também reuniões da Associação de Pais e Mestres. Foram desenvolvidas oficinas grupais informativas interdisciplinares adaptadas a faixa-etária da população alvo, utilizando equipamentos audiovisuais, materiais gráficos, dinâmicas em grupo, rodas de conversa e palestras. Buscou-se, por meio da elaboração de questionário, conhecer o perfil e os hábitos alimentares dos 210 alunos que participaram do projeto, inquerindo sobre os tipos de alimentos consumidos e sua frequência semanal de consumo, e a frequência de consumo da merenda escolar e da cantina. Por fim, os alunos foram questionados se consideravam sua alimentação saudável. Resultados: Dentre os 210 alunos, a média de idade foi de 13,81 anos e IMC 20,94 kg/m², 40,95% consomem frutas uma a duas vezes por semana e 9,04% consomem 5 a 7 vezes; 30,47% consomem verduras e legumes uma a duas vezes por semana e 12,38% consomem 5 a 7 vezes; 32,85% consomem doces mais de sete vezes por semana; 28,9% consomem refrigerantes e suco industrializado mais de sete vezes por semana. Dentre os participantes, 53,66% não consideram sua alimentação saudável. Em média, a merenda escolar é escolhida em 2,31 dias do total de 5 dias semanais e a cantina escolar é opção em 2,15 dias. Conclusão: Em consonância com dados da literatura, foi observada a alta frequência de consumo de alimentos de alto teor calórico. Além disso, a relevância na preferência pela cantina escolar corrobora a importância da qualidade dos alimentos por ela fornecidos. Por fim, o ″insight″ dos alunos quanto aos hábitos alimentares não saudáveis é a premissa para as mudanças às quais são necessárias.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Científica

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web
SOCESP

41º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

10 à 12 de junho de 2021